Novo Sistema de Drenagem apresenta melhorias frente aos alagamentos

Caraguatatuba 24 de agosto de 2021

O Condômino, Oswaldo Bicho, conta o processo de ações para efetivas melhorias.
 
Nos últimos anos, o Condomínio Costa Verde Tabatinga vem sofrendo alagamentos nos períodos das grandes chuvas. No dia 3 de janeiro deste ano, toda área do Tabatinga sofreu forte alagamento, o que motivou a atual diretoria do CCVT a definir como urgente uma solução para minimizar esse problema.
 
Foi criado um Grupo de Estudos que analisa a situação. Consideraram que o Condomínio está em uma área em que as chuvas são significativas principalmente no período que vai de outubro até março. O Condomínio é bastante plano, e na frente tem a Mata Atlântica, que é extremamente bonita. Mas produz uma carga de água significativa que é toda escoada através do Condomínio que enfrenta nas grandes chuvas, uma situação crítica de marés altas.
 
O desafio era encontrar uma solução que permitisse que o CCVT deixasse de viver esta situação de maneira tão dramática, como vivido recentemente. Já que nos seus primeiros 20 e tantos anos a situação era bastante controlada. Então conseguimos recuperar boa parte da documentação original que embasou a construção do condomínio. Com suas plantas originais, e a partir delas, concluímos, que não apenas o belo sistema de esgoto e de água tratada potável que o CCVT disponibiliza desde a sua origem, mas também o projeto de drenagem foi concebido de uma maneira bastante competente. A alternativa que encontramos foi tentar resgatar algumas alterações que foram produzidas nesse sistema ao longo dos últimos anos com foco, principalmente, na entrega da água para o mar.
 
No projeto original, o CCVT tinha cinco saídas para o mar. E apenas uma delas estava funcionando. Duas outras, bem relevantes, tinham sido fechadas nas últimas administrações. O que ocasionou alagamentos em áreas específicas. Conseguimos nesses poucos meses restabelecer duas dessas saídas e estamos terminando mais uma, ou seja, estamos restabelecendo as 4 principais.  Resta 1 que ficará em observação e será analisada nas próximas chuvas.
 
Foi importante identificar que a saída de água que existe destinando ao Rio Tabatinga estava numa situação bastante crítica. Já que a área ali estava bastante assoreada. Mas fechamos uma negociação com a prefeitura e num trabalho conjunto conseguimos estabelecer uma limpeza adequada do rio o que deve melhorar a vazão de saída da água.
 
Também fizemos algumas ações dentro do condomínio. Por exemplo, o restabelecimento de drenos que foram danificados ao longo do tempo por aterramentos em extensão de terrenos ou na área do campo de golfe e também com plantação de muitas árvores. Elas embelezam o condomínio sim, mas aquelas que estão sobre drenos enterrados causam problemas de raízes que penetram nas tubulações. E isso acaba impedindo a circulação de água nesses locais.
 
Vamos aguardar as próximas grandes chuvas e assim decidir as próximas iniciativas. Devemos lembrar que nesses 40 e poucos anos de existência do CCVT muita coisa se alterou. A área permeável era bastante alta, cada terreno tinha cerca de 50% ou mais da sua área permeável. Hoje com as grandes construções e os aterramentos nas extensões dos terrenos e em pontos isolados do golfe em que foram plantadas árvores cujas raízes dificultam o escoamento da água.