Manual da Marca e da Identidade Visual do CCVT é finalizado

Caraguatatuba 03 de setembro de 2021

O manual de identidade visual do CCVT foi finalizado e traz todas as diretrizes para aplicação correta da marca. Trata-se de uma ferramenta que auxilia na gestão da mesma. Além da conceituação e contextualização você encontra informações técnicas, normas e diretrizes para sua correta aplicação em diferentes mídias e meios de comunicação.

Cada marca é um organismo vivo com personalidade, linguagem e atributos próprios. Para se estabelecer e ser reconhecida e diferente das demais, é preciso estar diante do público e do mercado em que atua de forma consistente e com unidade em suas aplicações.

Basta caminhar pelas alamedas e jardins do Condomínio e a atmosfera de romantismo e elegância idealizada por seus fundadores, há mais de três décadas, salta aos olhos. A arquitetura singular das residências e construções das áreas comuns, modernizadas com o passar dos anos, coexiste em plena harmonia com a Mata Atlântica preservada da região. O mar, com seus diferentes tons de azul e verde, completa a paleta de cores do cenário. Uma verdadeira pintura que aguça os sentidos de seus privilegiados observadores. Como resultado: além da localização ímpar de suas residências, em uma das mais belas praias do litoral norte paulista, os proprietários, e seus familiares e amigos conta com uma infraestrutura completa. O Costa Verde Tabatinga foi projetado para favorecer a qualidade de vida e a perfeita integração do homem com a natureza e sua marca reflete exatamente isso.

Mais moderno, mais claro e mais simples o logotipo é reduzido aos seus elementos essenciais e apresentado com um novo design flat e bidimensional. Permite um uso mais flexível e é excepcionalmente reconhecível na mídia digital. O logo carrega duas cores distintas com o objetivo de representar a essência da marca. O verde, escolhido especialmente pelos condôminos em votação aberta e democrática faz sentido na era digital e carrega o significado da marca “Costa Verde”. Fugindo da obviedade, que seria escolher uma tonalidade explícita de verde, o objetivo é trazer complexidade, abrindo caminho para novas possibilidades de design levando em consideração que o próprio nome se encarrega do significado.